EVENTOS I

FESTA DE CONFRATERNIZAÇÃO NA ESTAÇÃO FELICIDADE
HOMENAGEM POR MINHA APOSENTADORIA


15/102015: Festa de confraternização com amigos professores para comemorar minha aposentadoria. Pois bem, estou feliz, porém se não fosse o acidente do ano passado eu preferia mesmo era estar na sala de aula, como estive nove anos a mais após o período normal de anos que me davam direito a ela. Por que eu preferi trabalhar? Por que eu rasguei o meu pedido de aposentadoria que estava rolando em CONAE há três anos atrás? Não foi por dinheiro, afinal eu me aposento com direitos integrais... Não foi por necessidade psicológica já que completei quarenta e cinco anos dentro de uma sala de aula... Foi por amor ao ATO DE ENSINAR... Isto me fez feliz durante anos a fio. Acredito que existem muitos professores assim. Pessoas que amam o que fazem. Eu conheço alguns deles e não são poucos. Hoje abracei pessoas amadas com as quais convivi nos últimos anos. Obrigada a todos pelo acolhimento diário, por todo carinho, pelos sentimentos trocados... ENERGIA POSITIVA QUE SEMPRE ME ENVOLVEU!



Esta correntinha está modulando meu pescoço desde quando ganhei...  Ato de amor!  



















SARAU DO BECO 

SEGUNDA FEIRA DE LIVROS 2015









SARAU DO BECO 

COMEMORAÇÃO DE CINCO ANOS DO GRUPO EDITORIAL




BATATAS QUENTES RECHEADAS DE DELÍCIAS...


HOJE FOI DIA DE ENCHER A BOCA DE BATATA QUENTE... RECHEADA DE DELÍCIAS: UMA MELHOR QUE A OUTRA... E EU?  SÓ CRESÇO DOS LADOS, É CLARO!



FESTA JUNINA NA ESTAÇÃO FELICIDADE


MOMENTOS PARA GUARDAR NO MEU CORAÇÃO... FIM DE SEMANA TRABALHANDO ... REVENDO EX ALUNOS, ABRAÇANDO AMIGOS AUSENTES, AGRADECENDO A DEUS POR MAIS ESTA OPORTUNIDADE DE ESTAR AO LADO DO BEM... E MUITO FELIZ!









SARAU CASA DAS ROSAS  DE 06/06/2015

Dia 06/06/2015, fomos ao Sarau Casa das Rosas, em São Paulo, na Avenida Paulista. O espaço estava lotado de poetas. Grandes talentos, uma apresentação melhor do que a outra. Chegamos antes do início do evento, tanto que ocupei uma cadeira na primeira fila, mas tarde demais para inscrições, perdemos vagas nas apresentações e só conseguimos encaixar o Lopito Feijo, por ser de Angola. Eu fiquei de fora e mais uma vez minha Lua no Chão permaneceu nas estrelas. Girando ao redor de si mesma, oculta pela neblina das intempéries. Confesso que isto me deixa deprimida. Primeiro foi a apresentação na escola em que eu trabalho. Os livros ficaram sobre a mesa e ninguém o tocou, com exceção de um professor. Os outros (cerca de dez) nem ouviram, nem olharam, nem nem nem... Quem me conhece sabe o quanto gosto de ser lida. Não me preocupa "vender" livros. Depois foi o lançamento que não houve em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, e agora, nem pude mostrar a capa. Nem me apresentar como gosto. Fiquei surpresa quando uma senhora veio comprá-lo, só porque gostou do título, mesmo sem eu ter feito nenhuma apresentação no palco.





POSSE DE MINHA AFILHADA MARA PITTALUGA NA ALPAS 21





UM BRINDE APÓS A POSSE DOS NOVOS ACADÊMICOS









A PRIMEIRA VEZ A GENTE NUNCA ESQUECE!





HOTEL RASMER EM CRUZ ALTA - RIO GRANDE DO SUL







LANÇAMENTO DO LIVRO DE WALQUIRIA CARUZZE
NA LIVRARIA MARTINS FONTES DA PAULISTA





COMER/MORAR NAS NUVENS
 LANÇAMENTO DE "SEMENTES DE ANA CRISTINA" 
COM UM PÚBLICO JOVEM





LANÇAMENTO DO LIVRO EXILIO DE MARCELO ADIFA, COM A PRESENÇA DE MUITOS AMIGOS, A ESCRITORA INFANTIL ANA CRISTINA RODRIGUES HENRIQUE, COM "SEMENTES DE ANA CRISTINA", A PINTORA E ARTÍSTICA PLÁSTICA ANA MARIA DUARTE, a PINTORA E ESCRITORA NILZA MURAKAWA... EXPONDO SEUS TRABALHOS E MUITOS OUTROS TALENTOS...






CULTURA DIVERSIFICADA, IDADES EM DESENCONTROS, ENCANTOS E ENCONTROS...


NO DIA 21/03/2015, LANÇAMENTO DE "SEMENTES DE ANA CRISTINA" MAIS UM SUCESSO DA EDITORA ESSENCIAL, NA BIBLIOTECA INFANTIL DE SOROCABA...
CONHECEMOS UM ESPAÇO MÁGICO, COM TENDA DE CIRCO, MUITO VERDE, MUITOS LIVROS, CULTURA DIVERSIFICADA, IDADES EM DESENCONTROS, ENCANTOS E ENCONTROS...
PESSOAS DE PAZ, DE ALMA INFANTIL (SR, RAFAEL) BETO COSTA E OS MÚSICOS DA ALEGRIA... ADOREI!










MANHÃ DE LANÇAMENTO DE MAIS UM LIVRO DA EDITORA BECO DOS POETAS 

 "POETAS DA PAULICÉIA"  DE MIRIAN WARTTUSCH E MARIA LUCIA LOPEZ

UMA MANHÃ REPLETA DE SOL, DE LUZES, COM O BRILHO DAS ESTRELAS, NO CÉU CAMINHO DO MAR...




VIVÊNCIA
Quero contar para vocês aquilo que descobri

Ser extremamente jovem - não é difícil, senti,

Sorrir sempre com alegria, viver com intensidade,

Não importa os nossos anos, mas nossa jovialidade.



É da maior importância, de juventude entender

- Coração não envelhece - faça-o de amor bater!

Ame sempre tudo e a todos, que estiverem ao seu redor,

Semeie a paz e a concórdia, dê de si sempre o melhor.



Transmita os ensinamentos que a vida lhe ensinar,

sua bagagem e vivência - construir, edificar,

Dignidade e respeito sejam o seu maior legado,

Serão a maior fortuna que você terá deixado.



(...)

Mirian Warttusch (In Atalhos de Sonhos, Poetas da Paulicéia, Beco dos Poetas, 2015)



 BROTEI ESTRELAS NAS MÃOS

Me joguei de corpo e alma
Quebrei correntes...
Desbravei sertões, daqui.
O calor não me assustava
As minhas garras me aqueceram as entranhas.
Desfiz teias de aranha
Sobrevivi...
Bebi fel, quando meu corpo reclamava mel.
Colecionei vagalumes e deles roubei a luz.
Tive uma constelação toda minha.
E brotei estrelas nas mãos.
Estrelas só minhas...

Maria Lúcia Lopez (In Buquê de Luas, Poetas da Paulicéia, Beco dos Poetas, 2015)








TROCA DE LIVROS... MARIA LÚCIA LOPEZ, ENCANTADA COM "SEMENTES DE ANA CRISTINA" RECEBE DE MINHAS MÃOS UM EXEMPLAR DO SEU LIVRO E ENVIA O DELA PARA NOSSA ANINHA, CINDERELA DOS GIRASSÓIS, QUE TANTO AMA A LEITURA DE POESIAS...


Um lindo presente para Ana Cristina Rodrigues Henrique  de uma famosa escritora, pois Maria Lúcia Lopez já tem dezesseis livros publicados e suas poesias são maravilhosas... Neste último lançamento seu buquê de luas foi dividido com  Mirian Warttusch, em Atalhos de Sonhos que nos reportam para os caminhos maravilhosos da poesia...


LANÇAMENTO DO LIVRO "SEMENTES DE ANA CRISTINA"
MAIS UM GRANDE SUCESSO DA ESSENCIAL, DIAGRAMADO, ORGANIZADO PELA DELICADEZA DE DETALHES  DO EDITOR  CARLOZ TORRES, QUE CONSEGUIU COLOCAR EM NOSSAS MÃOS UMA IDEIA MINHA DE UMA NOITE DE BELEZA POÉTICA DO SARAU PALAVRA ENCANTADA "CANTINHO DO GIRASSOL"



EMOÇÃO, ALEGRIA E PUREZA NOS ABRAÇOS À PROFESSORA QUERIDA E HOMENAGEADA NA OCASIÃO...  LINDO DEMAIS!

Há sorrisos de lábios que nos encantam, 
há sorrisos de olhos marejados que nos deixam na alma um gostinho de emoção,
que jamais cicatrizam fendas, pois se abrem para a felicidade...





LIZ RABELLO LENDO O PREFÁCIO DO LIVRO DE ANINHA...  


CÓRDOBA JÚNIOR  LENDO A ORELHA DO LIVRO, ESPECIALMENTE CRIADO PARA ANINHA...  PALAVRAS DOCES E TERNAS  EM "CORDOBÊS"... 


ANA LIMA LENDO O ACRÓSTICO CRIADO ESPECIALMENTE PARA ESTA OPORTUNIDADE...  LINDO!

REPORTAGEM DE CAPA E ENCARTE ESPECIAL DO CRUZEIRINHO DE SOROCABA, DANDO DESTAQUE A NOSSA CINDERELA DOS GIRASSÓIS








LENDO A ÚLTIMA APARIÇÃO NO JORNAL DO BAIRRO E EU ADORANDOOOOOOOOO O CADERNO DA ANINHA REPLETO DE LINDOS DESENHOS E UM MONTÃO DE PARABÉNS! AMO DEMAIS ESTA MENINA 



DOMINGO,  08/02/2015 CARLOZ TORRES EDITOR DA ESSENCIAL LEVOU OS LIVROS EM PRIMEIRA MÃO PARA NOSSA PRINCESA DOS GIRASSÓIS...  INFELIZMENTE NÃO PUDE ESTAR PRESENTE NESTES MOMENTOS DE EMOÇÃO, MAS FIQUEI DO MEU LEITO ORANDO PARA QUE A ANINHA CONSIGA COLHER TODAS AS SEMENTINHAS QUE EU E MEU AMOR AJUDAMOS A PLANTAR COM TANTO CARINHO, POIS FINANCIAMOS E DEMOS DE PRESENTE O LIVRO PARA ELA.





NOSSA ANINHA  VAI LANÇAR SEU PRIMEIRO LIVRO DIA 14/02/2015 NO CANTINHO GIRASSOL EM SOROCABA...




LANÇAMENTO DE "HISTÓRIAS PROVÁVEIS"
DE  DOUGLAS SANTOS JUNIOR
NO CANTINHO GIRASSOL









LANÇAMENTO DE PARTHENON, 
DE MARCELO DINIZ
  NO CANTINHO GIRASSOL










EXODUS

É UMA HISTÓRIA INSTIGANTE, ELETRIZANTE E EM 3D NOS LEVA PARA DENTRO DA TEMPESTADE, DO MAR EM REBELIÃO, DAS PESTES, DAS GUERRAS... 

"Exodus é uma adaptação da história bíblica do Êxodo, segundo livro do Antigo Testamento. O filme narra a vida do profeta Moisés (Christian Bale), nascido entre os hebreus na época em que o faraó ordenava que todos os homens hebreus fossem afogados. Moisés é resgatado pela irmã do faraó e criado na família real. Quando se torna adulto, Moisés recebe ordens de Deus para ir ao Egito, na intenção de liberar os hebreus da opressão. No caminho, ele deve enfrentar a travessia do deserto e passar pelo Mar Vermelho. "




Não se trata de uma versão fiel da Bíblia, há muitos pontos contrastantes, uma família inexistente no Antigo Testamento, como esposa e filho de Moisés, uma cor de pele impossível nas terras egípcias, na escolha dos atores, com traços europeus... Uma segunda leitura do Diretor.




As cenas são fantásticas, show de tecnologia. Participamos das batalhas, choramos com as desagraças do povo egípcio, ficamos chocados com os soldados caindo nos abismos das montanhas... Aterrorizados com a onda gigante chegando e muito abismados com a FÉ que o povo tem e a grande liderança de MOISÈS que segue as ordens de DEUS fielmente, mesmo contestando-as....





GANHAR UMA APRESENTAÇÃO DE BALLET NO TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DE PRESENTE NÃO TEM PREÇO...

BALLET DA CIDADE DE SÃO PAULO: Direção Artística - Iracticy Cardoso e Coreografia de Mauro Bigonzetti e Cacti 30 de Alexander Ekman
Orquestra Experimental de Repertório Regência de Carlos Eduardo Moreno
Quarteto de Cordas Claudio Micheletti, Ana Carolina Rebouças, Estela Cerezo Ortiz e Júlio Cerezo Ortiz





 O espetáculo artístico de Ballet foi lindo. A primeira parte voltada para a dança clássica, não deixou de nos fazer saborear também a dança contemporânea. Na segunda parte, um ballet regado a ícones do cotidiano urbano, jogo de luzes, violinos, gestos bruscos, temperados com a leveza dos passos artisticamente revelados ao público. Todos vestidos de um mesmo tipo de roupas, onde o gênero se perdia. Impossível detectar, ao longe, que bailarinos eram homens e quais eram mulheres... Uma dança onde o corpo era apenas um dos elementos da atração no palco. Tecnologia avançada e a poesia das palavras presentes! Amei demais!




MOZAICOS  DE  ESPELHOS






LANÇAMENTO DE PARTHENON DE MARCELO DINIZ NO ESPAÇO DEL'ARTE, EM CAMPINAS... 

AMIGOS DE INFÂNCIA, GUIGO SEMPRE DEFENDEU MARCELO NAS BRINCADEIRAS INFANTIS E AGORA TEM O PRAZER DE DIVULGAR SEU TRABALHO ARTÍSTICO: POESIA NO TECLADO E NOS VERSOS...











MEUS LIVROS DOADOS  PARA FAZEREM PARTE DESTA GALERIA DE OBRAS



MUSEU DE ARTE DE PORTO ALEGRE

HÁ QUEM ESTEJA QUERENDO A VOLTA DO PERÍODO MILITAR... HÁ QUEM DIGA QUE NOSSA PRESIDENTA DILMA ROUSSEF ESTÁ SENDO HIPÓCRITA AO CHORAR DURANTE O EVENTO DE FINALIZAÇÃO DA COMISSÃO DA VERDADE... MAS HÁ TAMBÉM QUEM TENHA NOS MOSTRADO COM "ARTE" AS DORES DESTE PERÍODO... CHORO JUNTO COM DILMA ROUSSEF TANTO QUANTO CHOREI DIANTE DESTAS OBRAS DE ARTE QUE VI NO MUSEU DE PORTO ALEGRE...

Cabides vazios,
 trajetória ignorada
esqueletos sem identificação
 torturas
Entrei em uma sala escura
Dentro dela cores breu
 Gritos pungentes
Impossível não sentir a dor! 
Quarenta anos calados
Choro contido
Que agora cai em cascatas
Justiça, finalmente Justiça!

Liz Rabello











LANÇAMENTO DO LIVRO CONTOS EN... CANTOS & PERIPÉCIAS, DE ANDRADE JORGE NO CANTINHO GIRASSOL




POESIA DE BANDEJA... UM PROJETO DA ANLPPB EM AÇÃO, COM ROSINHAS FEITAS CARINHOSAMENTE PELAS MÃOS DA ESPOSA DE ANDRADE JORGE... UM GESTO MUITO QUERIDO!



LANÇAMENTO DE "AMOR À PRIMEIRA lAMBIDA", DE LIZ RABELLO E "PATHERNON", DE MARCELO DINIZ NO BAR DO MOTA, EM CAMPINAS


SABE AQUELAS FOTOS DE ANOS ATRÁS NA ESCOLA PÚBLICA?
EUZINHA AÍ EM CIMA, SÓ FALTA A PLACA:
LIZ RABELLO - BAR DO MOTA - 2014 CAMPINAS BR



VER CRIANÇAS PEGANDO SEU LIVRO E LENDO
 MESMO ANTES DE COMPRAR, NÃO TEM PREÇO!

Que os "pequenos" se interessem pela leitura
 é tudo o que podemos desejar de melhor para o mundo!




APRESENTAÇÃO DA HISTÓRIA DA VARETA NO LANÇAMENTO


MARCELO DINIZ COM AMIGOS E PATHERNON





SHOW DOS ARGONAUTAS: MARCELO DINIZ NO TECLADO E SHEILA DU LU COMO VOCALISTA... DUETO PERFEITO... ESTA CANTORA É ÚNICA, SENSUAL E MUITO CARISMÁTICA, ALÉM DE NÃO TER LAÇOS COM NENHUMA CANTORA QUE JÁ VI, VOZ MELODIOSA E UM REPERTÓRIO MUITO BOM... <3



FOTOS ALEGRES COM AMIGOS





SARAU COM PARTICIPAÇÃO PERFEITA DE FLA PEREZ, CINTIA, ADRIANE LIMA





SARAU LIBERDADE E PAZ NO CÉU PERA MARMELO - SÃO PAULO
ANA SIQUEIRA E PROFESSOR CÍCERO CARLOS


REBELDIA DENTRO DA PALAVRA LIBERDADE ...
 QUANDO A POESIA É A ARMA PARA A PAZ.


DEIXAR-SE ESTAR
Sentar-se num banco qualquer
Permitir o tempo passar
Levar saudades pro mar
Trazer o novo de lá
Quebrar-se aos pés a molhar
Ziguezagueando uma canção
Cortante de ventos a uivar

 O tempo destrói a vida,
que segue e volta,
 retorna à vida...
Como ondas do mar em nossos pés...
Não há como fugir ,
deixar-se estar,
de pés molhados,
 a bailar e viver!
Liz Rabello




SEMEANDO PALAVRAS DE FÉ,
 CORES, SABORES, ALEGRIAS!






RESTAURANTE CANGUERA... UM DOS PONTOS MAIS LINDOS DA ESTRADA DO VINHO... PARADA MAIS DO QUE NECESSÁRIA!


Minha intenção era esquecer um livro para o Tesouro chamado Livro... Só que no deslumbramento esqueci de esquecer... Fui mudando tanto de lugar que o trouxe de volta sem querer... Vou voltar lá para esta missão...









Sabor cidadezinha do interior, com direito à Maria Fumaça e céu esfumaçado!
 Muito romântico!




SARAU DA RESISTÊNCIA... 
CANTINHO DO GIRASSOL
MEMÓRIAS NEGRAS... NEGRAS MEMÓRIAS
LEMBRAR PARA NÃO REPETIR


13 DE MAIO DE 1888  DIA DE LIBERDADE??????

ÀS MINHAS CUSTAS
Tudo que sei do número treze
É que é o grupo do galo
É que é o dia do azar.
Tudo que sei de liberdade
É continuar escapando
Da penitenciária
Pois não existem quilombos
Para me guardar
Éle Semog

ERRO DE PORTUGUÊS
Quando o português chegou
Debaixo duma bruta chuva
Vestiu o índio
Que pena!
Fosse uma manhã de sol
O índio tinha despido o português.
Oswald de Andrade


MÃE PRETA
Raul Bopp

- Mãe preta, conta uma história!
- Então, feche os olhos, filhinho:
Longe, muito longe era uma vez o Rio Congo...
Por toda parte o mato grande
Muito sol batia o chão... Depois...
Os olhos da preta pararam
Acordaram-se as vozes do sangue
Glu-glus de água engasgada
Naquele dia do nunca mais
Era uma praia vazia com riscos brancos de areia
E batelões carregando escravos... Depois...

Ué, mãezinha, por que você não conta o resto da história?

NOSSA HISTÓRIA É ASSIM:
- Vamos pras Índias!
Dias e dias os horizontes se repetem...
Velas baixaram. E desembarcaram
O sol do lado de fora assistiu missa
Terra em que Deus anda de pés no chão!
Outros chegaram
- Queremos ouro!
Começou daí um Brasil-sem-história-certa.
A terra acordou-se com o alarido de caça de animais e de homens!
Mato-grande fou cúmplice nas novas plantações de sangue
Mulher foi espremer filho no escondido.


O sol espalhou verão nos canaviais das fazendas
O mato escondeu escravos
Com inscrições de chicote no lombo...

E veio o negro
Trouxe o sol na pele
E uma alma de nunca-mais
Carregada de vozes
Foi desbeiçar terra
Alargaram-se as lavouras
Brasil encheu-se de queixas de monjolo

Bandeiras passaram
Nem deixaram rasto
Outras cansaram
Não continuaram
A água do rio engasgou
Secou
Índio com alma hipotecada à floresta
Fugiu por caminhos escondidos
Negro ficou para trás
Apalpou a terra
 o sol foi trabalhar nas lavouras
o ouro cresceu pelos campos de milho África Brasil!

E foram chegando soldados e frades
Trouxeram as leis e os dez mandamentos


SENHOR DEUS DOS DESGRAÇADOS!
DIZEI-ME VÓS, SENHOR DEUS!
SE É LOUCURA, SE É VERDADE

Depois vieram as mulheres do próximo
Imigrantes com alma a retalho
Brasil subiu até o décimo andar
Litoral riu com os motores
Subúrbio confraternizou com a cidade
Negro coçou piano e fez música...

TANTO HORROR PERANTE OS CÉUS...
Ó MAR! POR QUE NÃO APAGAS?
CÓ A ESPONJA DE TUAS VAGAS
DE TEU MANTO ESTE BORRÃO?
ASTROS!  NOITE TEMPESTADES!
ROLAI DE IMENSIDADES!
VARREI OS MARES, TUFÃO!
QUEM SÃO ESTES DESGRAÇADOS,
QUE NÃO ENCONTRAM EM VÓS, MAIS QUE O RIR CALMO DA TURBA
QUE EXCITA A FÚRIA ALGÓZ?
QUEM SÃO?

SÃO OS GUERREIROS OUSADOS,
QUE COM OS TIGRES MOSQUEADOS
COMBATEM NA SOLIDÃO
HOMENS SIMPLES,
FORTES, BRAVOS...
HOJE, MÍSEROS ESCRAVOS
SEM AR, SEM LUZ, SEM RAZÃO.
SÃO OS FILHOS DO DESERTO
ONDE A TRIBO ESPOSA A LUZ
ONDE VOA EM CAMPO ABERTO
A TRIBO DOS HOMENS NUS...

Castro Alves


CONFRATERNIZAÇÃO NO CAFÉ DA MANHÃ NO HOTEL CITY EM PORTO ALEGRE


TROCAMOS LIVROS, PARTILHAMOS SONHOS, GANHAMOS EXEMPLARES DO JORNAL "SEM FRONTEIRAS". TIRAMOS FOTOS, CONHECEMOS FAMILIARES UNS DOS OUTROS, AMPLIAMOS NOSSAS AMIZADES... DURANTE UM CAFÉ DA MANHÃ DELICIOSO NO HOTEL CITY, EM PORTO ALEGRE.












O AMIGO DE ANGOLA LOPITO FEIJÓO, QUE CONHECEMOS NA ALPAS, DURANTE CERIMÔNIA DE POSSE, ANALISANDO MEUS LIVROS... OBRIGADA! 

60ª FEIRA DE LIVROS DE PORTO ALEGRE
UMA HISTÓRIA DE MUITAS HISTÓRIAS

TARDE DE AUTÓGRAFOS DE JEAN WILLYS... 
"TEMPO BOM, TEMPO RUIM"




MOMENTOS ÚNICOS DE IDENTIDADES POLÍTICAS E AFETOS

Muitas coincidências surreais ocorreram nesta viagem a Porto Alegre. Viajei dia 13, num voo da TAM, poltrona 13A. Cheguei em Porto Alegre às 13 horas. Meu quarto no City Hotel é no 13º andar número 1307. Minha mesa no restaurante foi 7. Na madrugada do dia 13 sonhei com Jean Willys e bem ao ouvido dele lhe dizia: Vá em frente, você está certo e eu o respeito muito”... Pela manhã li um post falando mentiras sobre ele e de como a Imprensa pode acabar com o moral de alguém. Escrevi meu sonho e desejei que minhas palavras chegassem aos seus ouvidos... À tarde vi o nome do Jean Wyllys no estande de autógrafos. Imediatamente peguei a fila, comprei o livro e pude dizer ao ouvido dele aquilo que havia sonhado. Ele parou de escrever e olhos marejados prometeu que jamais se deixaria corromper, que não fazia parte do seu caráter. Enquanto eu o beijei nos cabelos, como uma mãe faz com um filho, ainda acrescentou: Sabe, o maior problema do Brasil não é a corrupção em si, mas o que ela provoca: a miséria, a desigualdade social, a injustiça, a pobreza... A fila estava enorme, mas nossos momentos foram únicos e emocionantes. Acredito que para ele também, tanto quanto para mim.
Liz Rabello





60 FEIRA  DE LIVROS DE PORTO ALEGRE
UMA HISTÓRIA DE MUITAS HISTÓRIAS

LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO APRESENTA-SE JUNTO COM REYNALDO FIGUEIREDO DO CASSETA E PLANETA EM UNIÃO INÉDITA PARA TOCAREM JUNTOS... GENIAL!


Certa vez um aluno ao receber meu livro disse-me: "Pro, vou colocá-lo em minha estante ao lado de Luis Fernando Veríssimo"... E este foi o maior elogio que recebi até hoje. Meus alunos sabem o quanto adoro seus contos, crônicas com finais inusitados, bem humorados, estilo conciso, frases curtas e bem poéticas. E ontem estive ao lado da família deste maravilhoso escritor, e pude dar de presente a sua netinha um livro meu com "auautógrafos" da Vareta...




BATE-PAPO DELICIOSO, BEM HUMORADO, INTELIGENTE... UM DOS PONTOS ALTOS DESTA 60 FEIRA DE LIVROS DE PORTO ALEGRE



60ª FEIRA DE LIVROS EM PORTO ALEGRE
PRIMEIROS MOMENTOS



   

DOANDO LIVROS



QUEM QUER LER ARRANJA COMO...


LANÇAMENTO DA ANTOLOGIA "O SEMEADOR DE PALAVRAS"

SARAU CANTINHO GIRASSOL  EM NOITE DE RESISTÊNCIA: MUITA CHUVA E LUTA

ENTRE A DELICADEZA DE UM DENTE DE LEÃO, UM DESEJO DE AFASTA DE MIM "ESTE CÁLICE, PAI", APANHADORES DE SONHOS, SEGUIMOS AJOELHADOS DIANTE DA CANÇÃO DAS PALAVRAS... REFLETINDO SOBRE NOSSA SOCIEDADE E DE COMO PODEMOS TRANSFORMÁ-LA PARA MELHOR"




ENQUANTO A CHUVA MOLHAVA NOSSO SOLO , AS PALAVRAS SOAVAM COM LEVEZA E MUITA ALEGRIA: A DUPLA DE APRESENTADORES ANINHA E CÓRDOBA, OS AMIGOS DE SEMPRE, OS SALGADINHOS E A LUZ DA LITERATURA... PELAS PORTAS DA DEMOCRACIA, ONDE TODOS TÊM VALOR E DESEMPENHAM SUAS HABILIDADES OFERECENDO O MELHOR DE CADA UM... GRANDES MOMENTOS, SEM DÚVIDA!

DICÇÃO PERFEITA, DESENVOLTURA DE PALCO, ESPONTANEIDADE




 "Pai, afasta de mim este cálice, de vinho tinto de sangue"... 
Ditadura Militar, jamais!
Cordel da Separação: O Valor do Povo Nordestino
Preciosos momentos de reflexão, através da música e da palavra.






DE JOELHOS PARA REVERENCIAR A POESIA... LITERALMENTE!



NOITE DE PREMIAÇÃO NO CANTINHO GIRASSOL


MINHA PREMIAÇÃO


ALEGRIA DO ZÉ MIRANDA IDEALIZADOR DO ESPAÇO


JURADOS ESCRITOR MARCELINO FREIRE
 E O FILÓSOFO ANTONIO PAULO SILVA COSTA 



IDEALIZADOR DO CONCURSO:  CARLOS TORRES

PRIMEIRO LUGAR:  JEFLEY PEDRO DE SERGIPE
POEMA  "RETRATO"

INTERPRETADO PELA LINDA ANA CRISTINA RODRIGUES HENRIQUE


SEGUNDO LUGAR 



TERCEIRO LUGAR:  VALERIA PISAURO
POEMA:  CIÚMES


 Maravilhosa poetisa do girassol... 
 Gira gira gira e só consegue se embelezar de sol... Luz plena!


QUARTO LUGAR:  LUCAS MONTENEGRO


SÉTIMO LUGAR:  LIZ RABELLO
POEMA:  "VASSOURAS AO VENTO"


OITAVO LUGAR:  GIOVANNI VONBAGARDIS:  LÚMENS
PREMIO ENTREGUE NA 60 FEIRA DO LIVRO EM PORTO ALEGRE


DÉCIMO LUGAR: ANDRÉ XAVIER
POEMA "MEU"


PRESENÇA DE AMIGOS 







VARETA NA PRIMEIRA FLIM DE MARINGÁ
2014




V ENCONTRO DA ACADEMIA NACIONAL DE LETRAS  PORTAL DO POETA BRASILEIRO
RIO DE JANEIRO


ESTAMOS NA REVISTA BARRA LEGAL NO RIO DE JANEIRO
CONFIRA

Aconteceu na Cidade do Rio de Janeiro nos dias 17,18 e 19 de outubro de 2014, nesse fim de semana.

A cerimônia de abertura e posse de novos membros da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro que conta atualmente com (109) cento nove membros, incluindo poetas de Portugal e Itália. A cerimônia de abertura aconteceu na ALERJ.

E várias foram as atividades realizadas  algumas como: Contação de histórias e poesias no Morro Dona Marta, Poesia na Bandeja na praia do Arpoador e Ipanema, oferecendo as pessoas que passeavam uma bandeja com poesias escritas.

O Sarau noturno em quiosque na orla da praia.

Nesses dias 17,18 e 19 poetas de vários estados estiveram presentes, nas fotos o almoço de confraternização com a Presidente Aline Romariz (ALagoas) Vice-Presidente Ana Stoppa (São Paulo) e o Diretor Cultural David Seade Neto com poetas participantes e a colunista da Revista Barra Legal Gisele Lemos nesse evento, também membro da ANLPPB na cadeira 51.

http://revistabarralegal.com.br/galeria-fotos/173/v-encontro-de-poetas-brasileiros#.VEpJUSLF-XZ








FEIRA DE SÃO CRISTÓVÃO - RIO DE JANEIRO









QUADRAGÉSIMO SARAU CANTINHO GIRASSOL - SETEMBRO DE 2014


MINHA APRESENTAÇÃO NO SARAU DO CANTINHO GIRASSOL... UM POEMA FILOSÓFICO PARA ENTRELAÇAR COM O CLIMA DE CERVEJA, SALGADINHOS COM VERSOS E FILOSOFIA


MOMENTO FILOSÓFICO

“Para Hegel “o ser e o nada são a mesma coisa”. De acordo com esse princípio, não há uma única coisa no mundo que não abrigue em si a co-pertinência do ser e do nada. Cada coisa só é, na medida em que a todo momento do seu ser, e algo, que agora é, passa a não ser. Em outros termos, essa segunda proposição da dialética põe à mostra o caráter “processual” de toda a realidade”

(In OS PENSADORES, HEGEL, Editora Nova Cultural Ltda., 1999)

Em outras palavras “Uma coisa só é uma coisa quando deixa de ser a coisa que era e passa a ser outra coisa”... Só posso dizer que tenho o conceito do que é a VIDA, quando me deparo com a NÃO VIDA, ou seja a MORTE.

PALAVRA MÁGICA

Real é o nosso pensamento
Sonhos a nortear este sentir
Sou o que tenho dentro da mente
E não o que tu consegues mentir
Sobre mim ou sobre ti!

Real é a faísca do instante
Aquilo que se projeta de mim
Para um vazio fora de ti
E não o que tu consegues captar
Sobre ti ou sobre mim!

Diante da incerteza
O que é o mundo real
Ou o que é aparência
Fica apenas uma certeza
O que cabe dentro de mim!

Tuas verdades não são as minhas
Minhas mentiras não são as tuas
Só que há uma ponte entre elas
Do meu EU para o SEU
A palavra mágica: AMOR!

Liz Rabello


CERVEJA, SALGADINHOS... BATE PAPO FILOSÓFICO E POESIA... ONTEM FOI ASSIM, COMO NOSSO MESTRE ANTÔNIO PAULO SILVA COSTA... MOMENTOS DE REFLEXÃO!

SARAU DE IMPROVISO NO BAR DA FRIDA EM SOROCABA, BAIRRO HORTÊNCIA, PERTO DA AVENIDA SÃO PAULO





AUTOGRAFANDO NO BAR DA FRIDA




TRIGÉSIMO NONO SARAU CANTINHO GIRASSOL... MOMENTOS MÁGICOS! ADORO!










VARETA PROVOCANDO CIÚMES... CUIDADO, MENINA, 
OLHA AÍ DOIS AUAUINIMIGOS ENCIUMADOS! 





NOSSA VARETA ESTARÁ NA "FLIM"
 PRIMEIRA FEIRA LITERÁRIA DE MARINGÁ,
 POR INTERMÉDIO DA EDITORA FLOR DO BRASIL 



GRAÇAS AOS AMIGOS DA ACADEMIA NACIONAL DE LETRAS
 PORTAL DO POETA BRASILEIRO,
 EM ESPECIAL: ANGELA RAMALHO, VERA  MARGUTTI E FLAVIA ASSAIFE




AMOR À PRIMEIRA LAMBIDA
LIZ RABELLO
EDITORA ESSENCIAL/2014


DAS RUAS, DA FOME, DA LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA ÀS PRATELEIRAS
DA BIENAL DE SP... PARABÉNS VARETA!



ESPERO ESTAR BEM DE SAÚDE PARA PARTICIPAR COM ALEGRIA DESTE EVENTO! DE QUALQUER FORMA BEM OU NÃO, ESTAREI POR LÁ... BIENAL ME AGUARDE!




SARAU PALAVRA ENCANTADA NO CANTINHO GIRASSOL



 VISITA AO MUSEU DO IMIGRANTE COM ALUNOS DA ESTAÇÃO DO JARAGUÁ... 



CÍRCULO VICIOSO

Era um tempo de paradoxos
Liberdade dos negros
 que os levaram à miséria,
ao nascimento dos morros
das favelas
Escravidão eterna! 
Liberdade dos brancos,
imigrantes europeus
que sonhavam prosperidade
Escravidão ao trabalho,
salário mínimo de sobrevivência!

Liz Rabello


Visitar o passado, reconhecer seu valor na construção de nossa identidade cultural não tem preço... Muita emoção ao ver os nomes nos tijolos de diferentes tonalidades se misturarem em uma única cor: Metáfora da grande miscigenação cultural, gastronômica, etnias, sonhos, realidades... Somos todos UM: "POVO BRASILEIRO"!


Arames em sombras retratam um passado que ainda vive em cada corrente sanguínea...



Muita emoção ao encontrar nos arquivos o registro de meu nono GIACOMO BONELLO, que minha cidade, São Paulo, de asas abertas para o mundo, aqui o recebeu... 

Quando os imigrantes chegavam ao Brasil, de navios, desciam em Santos. De lá vinham de trem, ou de caminhão para o Brás, nesta HOSPEDARIA, onde eram recebidos pelo governo brasileiro, cujo interesse em embranquecer a população até então de origem afro, se mostrava muito hospitaleiro, a quem aceitava as regras da Imigração: Pagar com seu trabalho gastos da viagem, A quem não aceitasse, o governo deixava a Deus dará. Por esta razão, não encontrei nenhum registro de CAPPABIANCO, pois pelo que sei meu avô não aceitou o trabalho na lavoura.


FIDELIDADE, UM LAÇO QUE NÃO PODE SE ROMPER

Quero ao seu lado estar
Atrás de você
Na sua frente
Na fina linha da vida
De ponta cabeça
Bêbada equilibrista
Razão estéril
Só amor e coração
Só desejo e paixão
Só respeito e perdição
Fidelidade e ilusão
Amor amor amor
E nada mais!

Sempre soube de minhas origens étnicas... Portuguesa, africana, por parte do meu pai e literalmente italiana por parte de minha mãe. Como sempre moramos junto ou pertinho demais dos meus avós maternos, não poderia deixar de ser: a macorranada, na quinta e no domingo. O nhoque feito em casa. As pizzas também, com grandes rodelas de tomate. Minha cor clarinha, que com facilidade avermelhava ao sol, cabelos soltos encaracolados e modos bem abertos, bem marcantes, gesticulantes. Mania italiana de falar alto, com as mãos e o corpo todo. Olhos verdes, clarinhos como os de meu nono, jamais negaram minhas origens marcantes deste povo, que aqui veio para trabalhar.
Meu avô era um homem bonito demais. Minha avó, muito ciumenta! Não eram um casal perfeito do meu ponto de vista infantil. Brigavam muito. Sempre por dinheiro! Lembro-me até hoje de como foi alegre o final de uma destas brigas em que vovô jogou em cima dela um montão de moedas e notas... Estas voando ao vento e eu e meus primos, correndo pelo quintal para resgatá-las e entregá-las à vovó triunfante! Finalmente conseguira abrir o colchão, onde vovô escondia seu tesouro, guardado e colhido de seu trabalho, de sol a sol!
Constantemente recebíamos visitas. Primos de minha mãe. Crianças lindas, bem arrumadas, filhos e netos dos irmãos de vovó. Eles eram ricos. Nós extremamente pobres. Não entendia o porquê daquela velha história de que o nono deixara toda sua fortuna aos irmãos de vovó e nada, absolutamente nada, para ela. E vovô repetia: “Dos Bonellos não quero nada!” E vovó retrucava: “É meu direito, sou filha tal e qual”.
  
Palavras soltas
Perdidas nas lembranças
Apagadas da memória
Podem ser reinventadas
Costuradas com linhas
e agulhas da imaginação!

Quando a Globo, décadas atrás lançou uma novela, cujo tema foi imigração italiana para o Brasil, alguns pontos se iluminaram. Não sei bem distinguir qual é a verdade, nem mesmo sei o que é ficção daquilo que consigo costurar em minhas memórias. Vovó e sua família mais abastada aqui chegou para incrementar a industrialização iniciante. Como vieram com dinheiro, logo conseguiram um local no Bom Retiro para começar a indústria de cabos de guarda-chuva de chifres de bois. Já vovô veio com contrato assinado para trabalhar na lavoura, afim de substituir a mão de obra escrava negra, que se dissipava com o fim da escravidão. Ele, misturou-se aos já nativos negros. Aqui chegou apenas para “embranquecer” a população pobre brasileira. Em comum, meu avô e minha avó: apenas a nacionalidade, a idade, a loucura do amor da juventude e a paixão. Conheceram-se no navio. Amaram-se. Ela, quinze anos de idade apenas. Quando os nonos souberam, é claro, não permitiram o namoro. Mas nada os separou. Meu avô fugiu do contrato, não foi para o interior, como sugeria a primeira proposta, perambulou pelas ruas do Bom Retiro, sempre sondando o amor que sentia pela amada. Fugiram. Minha avó foi deserdada. Meu avô orgulhoso, só lhe deu aquilo que podia prometer: Amor, pobreza, honra e um montão de filhos. Dez! Casaram-se após o nascimento do meu tio mais velho. Na agonia da pobreza e da busca por melhores condições, conseguiram construir a casa própria, casar os filhos e crescer a família com netos e bisnetos.

Real é o nosso pensamento
Sonhos a nortear este sentir
Sou o que tenho dentro da mente
E não o que tu consegues mentir
Sobre mim ou sobre ti!

Real é a faísca do instante
Aquilo que se projeta de mim
Para um vazio fora de ti
E não o que tu consegues captar
Sobre ti ou sobre mim!


Diante da incerteza
O que é o mundo real
Ou o que é aparência
Fica apenas uma certeza
O que cabe dentro de mim!

Tuas verdades não são as minhas
Minhas mentiras não são as tuas
Só que há uma ponte entre elas
Do meu EU para o SEU
A palavra mágica: AMOR!


Muitos anos se passaram, desde o início daquele amor eterno! Vovô ficou doente quando morreu de tuberculose o filho mais velho, aos vinte e quatro anos, após o Tio Mário, solteiro, quinze anos de idade, sofrer um ataque cardíaco e também vir a falecer. Vovô tremia pela casa, derrubando talheres e fazendo barulhinhos ao tomar a sopa com a colher. Aquilo irritava a todos, menos a ela, que continuou a cuidar dele até o último instante., amando-o com fidelidade absoluta. Depois que ele teve o derrame, que o imobilizou para sempre numa cama, sem poder locomover-se, minha tia ajudava a mãe a cuidar do meu avô: eram banhos, comida na boca, viradas na cama para não criar chagas pelo corpo... Um trabalho sem fim! Vovó já bem idosa, não fugia de suas obrigações de esposa, até aquela última semana que a morte veio buscá-lo. Ele entrou em estado de coma entremeado a lucidez periódica. Nestes momentos, ou naqueles, não o sei, só perguntava por uma tal de Maria e por um filho que tivera com ela. Vovó ouviu calada e calada afastou-se para nunca mais voltar ao lado dele. Não chorou sua desilusão, nem sua morte e calada ficou até o fim de seus dias.

(In INTERVALOS,  CONTOS, Liz Rabello, Beco dos Poetas, 2013)

MINHA POSSE NA ANLPPB EM LONDRINA / 2013








POSSE DOS NOVOS ACADÊMICOS EM MACEIÓ EM 2013



EU FAÇO PARTE DESTE GRUPO DE POETAS





DISCURSO DE RECEPÇÃO AOS NOVOS ACADÊMICOS EM MACEIÓ

Sra. Presidente Aline Romariz,  Vice Presidente Anna Stoppa, Autoridades presentes, Confrades e Confreiras, Neo Acadêmicos, Amigos, Familiares...

Esta noite, tenho a importante missão de receber com gestos de afeto a todos os novos Acadêmicos que tomam posse deste lugar mágico: uma Cadeira Permanente na Academia Nacional de Letras Portal do Poeta Brasileiro... Eu? Esta humilde aprendiz de escritora, que só consegue amar Palavras e delas fazer uso para “me” encantar e a todos emanar luz e sombra, ilusão e alegria?

Uma Academia imortaliza o poeta. Como fazer parte de um contexto assim conservador, se nossa marca é justamente a de desengavetar palavras, retirar-lhes a essência primeira e atribuir-lhes novos significados? Uma Academia faz de um escritor um ser único em sua espécie, emoldurado de ouro. Como fazer parte de um caminho assim, se meus cadernos de rascunhos são avessos ao velho e inútil hábito dos elogios e aplausos mal vestidos dos negros fardões? Uma Academia é um passo largo e fecundo para quem tem em mente uma alma carreirista. Como fazer parte deste trilhar se nós, poetas, somos inovadores, mágicos artesãos de palavras, avesso aos dicionários, que imortalizam sons e significados?

Mas eu estou aqui. E por quê? Este lugar tem vários diferenciais. Amo fazer parte desta família e hoje, portas são abertas para vocês, novos Acadêmicos. Não pensem que esta é nossa meta final. Não! É apenas um começo. A Academia Nacional de Letras Portal do Poeta Brasileiro tem como marca essencial a valorização do poeta vivo, com todos os seus desalinhos e autoplágios, como diria, nosso eterno Wilson Caritta, nunca contente com seu último rebento. 

Ocupar uma cadeira não é um fim de estrada, mas uma etapa a mais a subir para alcançar o infinito. Quanto maior a insanidade, mais aptos a preencher este espaço. Para estar aqui, é importante ter um compromisso com a poesia, com a vida, deixar-se arrebatar pelas estrelas e com elas conversar. Voos de Bilac!

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo 
Perdeste o senso!"

É preciso seguir o arco-íris e lá no horizonte como um Tesouro esquecer um livro, que outros olhos façam voar letrinhas acorrentadas, deixá-las fazer parte do coração e da mente, compartilhar com outros nossos sentimentos! É necessário de tempos em tempos aquecermos nossos afetos, viajarmos juntos de avião, de trem, de ônibus, de carro, a pé! Só para levar nossos poemas a outros varais, para novas praças, jardins, orlas marítimas. Fazer deste Sarau Itinerante um caminho mágico de encantamento. Ter alma de criança, ir às Escolas e semear muito amor às Palavras e despertar nos seres em formação o lúdico desejo de ler e escrever poesias. Ter como amigo inseparável um bom livro para ler. Portanto, saibam, que neste instante, o compromisso firmado é com a Literatura. Venham para dentro de uma tela pintada, uma Noite Estrelada de Van Gogh, vamos conversar com as estrelas e permitir o Amor!

“Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas"
(Bilac)

Liz Rabello

Cadeira 93 – III Encontro da ANLPPB - MACEIÓ - 02/11/2013



ENCONTRO DO PORTAL DOS POETAS BRASILEIROS NA BIENAL DE ALAGOAS/2013





DOAÇÃO DE LIVROS NO ENCONTRO DO PORTAL DOS POETAS BRASILEIROS NA BIENAL DE ALAGOAS/2013




SAÍDA DO GRUPO DA ANLPPB PARA O SARAU ITINERANTE NA
 ORLA PARADISÍACA DE MACEIÓ





COQUETEL DE LANÇAMENTO DO LIVRO SOLO "INTERVALOS", DE LIZ RABELLO, 
PELA EDITORA BECO DOS POETAS,
 NO ESPAÇO BAR CAROS AMIGOS, EM SÃO PAULO



<iframe width="420" height="315" src="//www.youtube.com/embed/BMNzvZyCwRA" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>





PRÉ LANÇAMENTO DO LIVRO SOLO "INTERVALOS", DE LIZ RABELLO, PELA EDITORA BECO DOS POETAS, NO ESPAÇO CÉU CAMINHO DO MAR, EM SÃO PAULO







QUINTO ANIVERSÁRIO DO CÉU CAMINHO DO MAR EM 2013




LANÇAMENTO DA COLETÂNEA "AMOR SEM FIM", PELA EDITORA BECO DOS POETAS, COM O CONTO  "CÓDIGO AGV", DE LIZ RABELLO



HOMENAGEM AO ESCRITOR HELÁDIO HOLANDA



ABERTURA DO LANÇAMENTO DO LIVRO SOLO  "MIL PEDAÇOS", DE LIZ RABELLO, NO CÉU CAMINHO DO MAR, EM OUTUBRO DE 2012, 
COMPOSIÇÃO DE SAMUEL CARNERO




LANÇAMENTO DA ANTOLOGIA DELICATTA VIII, NO MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA, NOVEMBRO DE 2013




EXPOSIÇÃO GUERRA E PAZ NO MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA


http://youtu.be/F-Gnz4LLdkI

<iframe width="560" height="315" src="//www.youtube.com/embed/F-Gnz4LLdkI" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Fui à Exposição... Fiquei muito emocionada... Foi simplesmente maravilhosa! Os poemas de Carlos Drumond de Andrade, de Cecilia Meirelles, Milton Nascimento, depoimentos de Carla Camurari... Dinah de Queyroz (Eu até copiei)... Muito belos! Fora a obra que tem um encanto peculiar... Ele a fez depois do médico proibi-lo de pintar, pois já estava envenenado por tintas... "Estou proibido de pintar... Não posso mais viver"... Desobedeceu a ordem médica, aceitou o convite feito pelos dirigentes da ONU... pintou os painéis e agora VIVE PARA SEMPRE NA IMORTALIDADE DE SUA OBRA... Lindo demais!



AMO FAZER PARTE DESTA FAMÍLIA!








VICE PREFEITO DE CAMPINAS DECLAMANDO VERSOS DE NOSSA ACADÊMICA ÂNGELA RAMALHO

Eu levo a poesia a sério
Ela é quem me leva
na conversa
principalmente
quando eu poso de vice,
ela versa.



CAMINHADA POÉTICA PELO BOSQUE DE JEQUITIBÁS, EM CAMPINAS








FESTA DA POESIA





SOLENIDADE NA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINAS - ABRIL/2014
IV ENCONTRO DA ANLPPB - POSSE DOS NOVOS ACADÊMICOS




UM BEIJO NA ROSA DOURADA








JANTAR EM COMEMORAÇÃO À NOITE DE SOLENIDADE



QUEM ESTEVE PRESENTE? 






SESSÃO ABERTA DOS ACADÊMICOS DA ANLPPB - CAMPINAS 2014




SHOW DA TALENTOSA MÔNICA ALBUQUERQUE
SOROCABA - CAMPOLIM
INTERVENÇÕES POÉTICAS DE ANNETH SANTOS





MAIO DE LUTAS

PARTICIPAÇÃO NA GREVE DE 2014 DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


PASSEATA DA 23 DE MAIO ATÉ O VIADUTO DO CHÁ
 NO GABINETE DO PREFEITO - 16/05/2014



PASSEATA DA PAULISTA (MASP) ATÉ O VIADUTO DO CHÁ
 NO GABINETE DO PREFEITO - 20/05/2014



ASSEMBLÉIA EM FRENTE AO GABINETE DO PREFEITO
23/05/2014



CAMINHADA PELAS RUAS DO JARAGUÁ - 25/05/2014
PARADAS NAS ESCOLAS MUNICIPAIS




PASSEATA DE 27/05/201
PAULISTA, CONSOLAÇÃO E TÉRMINO NO GABINETE DO PREFEITO



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...