sábado, 11 de março de 2017


Sou árvore frondosa
Raízes firmes
Fincadas ao solo mãe
Nenhum navio me fará ondular
Em águas aventureiras do além mar
Só irei pra Portugal,
que não é logo ali, no fundo do quintal,
quando tiver passagem de volta, breve e certeira.

Liz Rabello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...