domingo, 10 de janeiro de 2016


NINHADA ASSANHADA


  
Minha chácara fica num condomínio.  Modernidade e passado convivem de mãos dadas.  Algumas são de último padrão, com muito conforto e tecnologia, mas há também aquelas bem modestas. Tenho a sorte de ser coluna do meio e conviver com a proximidade de uma mais simples, que tem inclusive um galinheiro de “meninas” caipiras, que são bem autônomas.  Diariamente é possível vê-las  saindo para um passeio e voltando sozinhas, sem que ninguém as acompanhe.  O galo toma conta delas.  Hoje observei um grupo familiar. A ninhada para dentro de minha propriedade. Os pais, tias e primos do lado de fora, muito agitados chamando os pequeninos do seu modo e com suas próprias regras.  Mesmo que eu me aproximasse e significasse “Perigo”, ficaram parados à espera dos menores.  Saí de mansinho para não atrapalhar a festa matinal.

Liz Rabello



2 comentários:

Aqui você pode comentar...