terça-feira, 28 de abril de 2015



EM BREVE



NOTA DO EDITOR

UM GIRASSOL ILUMINANDO A ESCURIDÃO



Observando a trajetória da escritora Liz Rabello é fácil compreender a dedicação plena ao ser humano. Professora há 45 anos, Elisabete Rabello M. Brandão sempre focou amorosamente no ensino, na alfabetização e educação de seus alunos e seus filhos.

Na literatura, Liz foi se tornando a escritora poética do memorialismo. Há quase dois anos Liz escreve/toca no passado como se fosse presente, ou como se sentássemos à frente de um filme dentro do cinema escuro e nos envolvêssemos no olhar/atmosfera que nos guia do seu narrador. Sua tênue linha transpassa o leitor na montagem de cenas às vezes familiares, outras vezes surpreendentes. Tem um olhar emocionante às histórias verídicas que passaram por seus dias de mãe, professora, ou mesmo de uma simples ouvinte de histórias de terceiros. A leitura de “Lua no chão” é leve, compensadora e terna nos dias atuais - de culto à violência gratuita e o mau gosto originário da falta de bondade - somando a nuvens de poesias que facilmente transportam para a filosofia do bem, da solidariedade, do companheirismo, da amizade... É o que posso dizer deste girassol poético, generoso e iluminado que a escritora Liz Rabello escreveu. Boa leitura. 

Carlos Alberto T. Mattos


ADQUIRA O LIVRO PELO SITE DA Essencialhttp://editoraessencial.lojaintegrada.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...