terça-feira, 3 de março de 2015


UM LINDO TEXTO DE MINHA AMIGA LEDA BOSSI... UMA MENSAGEM PARA O COTIDIANO, COM SENSIBILIDADE, EMOÇÃO, FÉ E MUITO, MUITO CORAÇÃO!


"Monto meu prato no self service. Uns verdinhos, grãos, tiquito de arroz, algo ali que me interessa...e eis que me deparo com o ...ovo cozido, partido ao meio. Pulo uma metade para dentro de meu prato e vou feliz com o achado, saborear tamanho pitéu! Começo a lembrar dos tempos de infância, quando bife não se comprava tão à vontade como hoje em dia, e o costume era comer um belo ovinho frito, gema mole, se espalhando sobre o arroz fresquinho. Salmonella? Nem se imaginava a existência desse perigo!!! Hoje, sei que é proibido pela vigilância sanitária servir um ovo tão inocente assim. E era tão bom!!!!

Do ovo mexido, nunca fui muito fã.Mas na Alemanha deparei-me com ovos mexidos sensacionais na intensa cor alaranjada e com sabor digno de custar o equivalente a 12 reais, no sanduba. Nessas circunstâncias de preço, come-se até o último farelinho e lamenta-se por não repetir a porção. 

Mas no meu prato que já estava pela metade, estava ali o meio ovo, esperando ser degustado e eu o pulverizei com um salzinho tornando-o ainda mais atraente.


Tem uma coisa que me toca quando papo um ovo cozido e vai além do paladar: É que volta à minha memória Jesus dizendo: “ Quem de vós, que o filho pede um ovo e você dá um escorpião?” ( Lucas 11). Pronto!!!! É tuuuudo! Penso que hoje seja meio difícil uma criança pedir um ovo. Tem tantas coisa mais atraentes e complicadas para se desfiar os pais... mas enquanto mastigo a plástica clara que se une à esfarelenta gema bem cozida, penso na criança do lugar rústico em que Jesus viveu, naquela aridez, onde certamente um ovo tratava-se ( e deve ser assim também nos dias atuais) de uma pequena preciosidade.


Ovo cozido para mim, tem gosto de certeza de que Deus considera de modo ultra elevado as nossas pequenas e infantis petições. Ele sabe melhor que nós mesmos, o que nos convém na jornada da vida.



Podemos estender nossas mãos sem medo, que não cairá nelas nem uma cobra, nem um escorpião. Findo o ovo, finda a refeição, sigo meu caminho com passos de criança confiante nos desígnios do Pai."


Leda Bossi



Quando era criança nossa maior alegria eram os pintinhos nascendo. Nunca comíamos os bichinhos de estimação que acabavam virando, mas os ovos... Ah, os ovos eram OURO nas nossas refeições. 



Até hoje tenho muito carinho por estes bichinhos... Neste dia ela havia botado o primeiro ovinho... Lindo que só!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...