segunda-feira, 9 de março de 2015

 MINHAS ORAÇÕES


A porta
A porta está aberta! 
Aquela que ninguém pode fechar.
Porta que foi posta diante de nós, que tem pouca força, que é frágil.
Sua fragilidade está no fato de não poder nem querer usar de força .
Porta que só entende, quem ama!
Para quem ama, a porta sempre tem que estar aberta.
 É a liberdade que o amor exige. 
O amor abre mão do controle.
A porta está aberta!
E o que vamos fazer com essa liberdade?
Porta que nos liberta, porta que nos atrai pela sua doçura, pela sua graça.
A porta está aberta!
Liberdade para escolher se vai ou se fica, se persevera ou desiste, 
se guarda ou perde...
A porta está aberta!
A alegria do que ama é desfrutar da companhia daquele que não foi obrigado a ficar. 
Permaneceu como resultado da sua escolha.
A porta está aberta!
Para que conheçam que fomos amados.
Amados de Deus
Aquele que tem a chave nas mãos
Mas preferiu deixar...
A porta aberta.

Andrea Bergamascki
MOMENTOS DE ORAÇÃO E SABOR... ALEGRIA DO CORPO E DO CORAÇÃO!




"Aprendi que é exatamente assim que Deus espera ser ouvido, respeitado e amado por nós. Não pode ser o peso de uma religião, a obediência cega, irracional a ritos, formas, normas, mas simplesmente o amor. Que o amor a Deus, nos leve a obedecer aos seus mandamentos, ao desejo de fazê-lo sorrir, de querer o que Ele quer, de estar no centro de sua vontade e praticar aos outros, atos de justiça."... ESTES ENSINAMENTOS FAZEM PARTE DE MINHAS NOITES DE QUINTA FEIRA E É O QUE DE MELHOR OUVI ATÉ HOJE EM MINHA VIDA.... Gratidão Deinha




BASTA UM DESEJO

Nos contos de fada, três desejos são oferecidos aos mortais por seres que detém o poder. Como decidir, como escolher, como não se arrepender do que deveria ter escolhido? Qual o final feliz? Na vida real, você decide. Você escolhe o caminho em que quer andar, as pessoas com quem quer se relacionar, as atitudes que irão marcar... Você marca a hora, mas não sabe se irá chegar. Você marca a pele, mas esse é o mais profundo onde você pode chegar. Você mata o corpo, mas a alma permanecerá. 

Para consertar o mundo do "faz de conta", precisamos de três desejos. No nosso mundo, onde todo mundo faz de conta que é feliz; faz de conta que é honesto; faz de conta que é fiel: faz de conta que é cristão: faz de conta que trabalha: faz de conta que aprende; faz de conta que ensina; faz de conta que celebra; faz de conta que acredita; faz de conta que espera; faz de conta que ama; faz de conta que cuida; faz de conta que chora; faz de conta que sente; faz de conta que percebe; faz de conta que vê; faz de conta que não vê; faz de conta que é verdade e faz de conta que faz de conta...

Nesse mundo, o conserto é maior. As marcas precisam ser mais profundas, precisam atingir a alma, as estruturas do pensamento e do coração. Para este mundo não contamos com três desejos. Contamos com apenas um desejo. Desejo de ser instrumento de transformação. Basta este desejo, para sermos levados onde está o coração Daquele que tem todo poder para nos marcar profundamente. Que poderia usar o seu poder da maneira que desejasse, mas que preferiu esperar, aguardar nossa escolha, respeitar-nos; porque o extremo do seu poder está no amor que sente por mim, por você e por toda humanidade.

 O seu nome é Jesus e para Ele basta um desejo!


Andrea Bergamascki



A GARÇA E A BALEIA
Outro dia estávamos assistindo um programa ecológico onde contava a história de uma garça. Esta garça de forma brilhante, de tanto observar pessoas jogando pão na água para alimento de peixes, descobriu que poderia usar o pão como isca e então apanhar os peixes. Foi o que fez vezes seguidas para conseguir o seu precioso alimento.
O narrador do programa relatou o fato e concluiu que infelizmente, este conhecimento adquirido por aquela garça iria morrer com ela, pois era incapaz de transmitir esse aprendizado para os seus descendentes.

Mostrou então, outro animal, uma baleia. Estava a ensinar seu filhote a caçar leões marinhos. O curioso é que baleias não se arriscam em marés baixas, pois podem encalhar. Mas aquela estava ensinando seu filhote um truque que aprendeu com sua observação. Observou que em água, os leões marinhos eram muito velozes, difíceis de serem capturados, mas quando saíam da água, eram lentos e pesados. Resolveu aguardar o baixar da maré para que os leões saíssem da água e assim os abocanhar, voltando alimentados ao subir da maré.

Este conhecimento adquirido não morreria com a baleia, porque estava transmitindo para o seu filhote e este iria transmitir para os seus e assim por diante.

Aprendi muito com esta reportagem. Quanto temos aprendido? O que temos aprendido? O que estamos fazendo com o que temos aprendido? O nosso conhecimento morrerá conosco?
Penso principalmente sobre o que tenho aprendido no decorrer da minha vida, no meu relacionamento com Deus. Coisas que aprendi a um custo alto, através da dor, do sofrimento. Aprendi sobre o caráter de Deus, sobre sua sabedoria, sobre seu amor, sua misericórdia. Sei que tenho muito ainda a aprender, uma eternidade toda a viver para descobrir quem Deus é. São insondáveis os seus juízos e inescrutáveis seus caminhos. Mas desejo conhecer.
Do pouco que conheço, só considero aprendido aquilo que já consigo colocar em prática na minha vida. Aquilo que está radicado nele, o autor e consumador da minha fé, Jesus Cristo.
Agora entendo porque Jesus deixou como mandamento, ir e fazer discípulos. Para que não morresse os seus ensinamentos. Mais ainda, para que nós não morrêssemos nos nossos próprios caminhos.
Descobri que os meus primeiros discípulos são os meus filhos. São eles que convivem comigo, que observam as minhas ações e reações diante das situações e circunstâncias da vida. São eles que me vêem sem máscaras, que captam não o que digo, mas o que faço,
Descobri também, que para ser discípulo, não basta ouvir, tem que conviver, andar lado a lado, sentir as batidas do coração, desfrutar da intimidade.
Talvez seja este o motivo de tão poucos discípulos. Vivemos uma época de privacidades, independência, superficialidades nos relacionamentos. ´Poucos os que querem se expor, se entregar, aprender, ensinar, arriscar-se. 
Andrea Bergamascki





Lamento a vida não ser pra sempre, para viver todos os meus sonhos de uma única vez, mas bendigo minha finitude que me faz sentir o gosto de cada momento como se fosse o último. Lamento minha ignorância em entender tantos mistérios da vida, mas bendigo a pequena sabedoria do homem que há em mim e que me aproxima de tantas outras verdades, tão frágeis quanto as minhas. Lamento meu pouco poder de mudar os desígnios que mais me fazem sofrer, mas bendigo a capacidade humana de aprender com as dores e de superar-se sempre. Lamento não ter todas as coisas que me fariam felizes, mas bendigo as que tenho em minha vida e faço delas um motivo a mais para se feliz. Lamento ser apenas humano e não poder sentir todo o amor do mundo, mas bendigo minha humanidade que me faz capaz de amar o máximo que posso e entender que ter limites para amar, não significa não amar.

(D.A.)




"Senhor meu Deus, eu te peço em oração que limpe meus caminhos de tormentas. Andam sem luz, obstruídos pela má sorte. Minha saúde saturada pede um fôlego, um momento de paz e cuidado. Não quero mais tomar remédios, nem sentir dores lancitantes. Aceito de braços abertos, de bom coração dores suportáveis de coluna, joelhos, pernas e ombro direito. Aceito de volta meu passado sem dinheiro. Cartão de crédito no vermelho, Mas não aceito o desperdício, o gasto sem nexo, o exagero. Peço, meu Deus, a limpeza do coração de quem me cerca. A ausência de ódio, de injustiça contra mim. Que haja respeito, gratidão pelo bem financeiro que me proponho a fazer, que não me cobrem, nem com palavras, nem com atos, nem com desejos de me ver fechar os olhos para sempre para poder terem a liberdade que não permito ter. Que não me cobrem o que eles próprios não conseguem fazer... Amem"



"Senhor meu Deus, agradeço por tudo que tenho recebido de bênçãos que me chegam por todos os lados virtuais e reais. Mas há muito a pedir. Se for merecedora de suas mãos a me acalentar procuro discernimento para escolher palavras certas e delas fazer proveito no melhor momento. Quero tomar decisões muito mais com o coração do que a mente ou a razão. Não permita que o ódio entupa minhas veias de fel. Muita calma, muita calma para agir. Que minhas mágoas não sejam motivo para perder a fé. Que transborde de mim para aqueles que amo as mesmas sensações de paz e amor que estou pedindo primeiro a mim para iluminar os outros!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...