terça-feira, 2 de setembro de 2014



SENTI... NÃO PODE FICAR ESQUECIDO DENTRO DE UM LIVRO UM POEMA TÃO LINDO ASSIM... ELE PRECISA SER LIDO!

"Ele chegou de mansinho, desfez os laços de fitas
Colheu margaridas, bordou-me poemas.
Estacionou numa hora mansa do tempo corrido
Desabotoando o vestido, pensei assim: "Não pode

haver despejo, em quem desse jeito bordou-me poemas".

Partiu, abraçando a sensação de haver colhido afetos 

Em botão. Não pode haver desapego de quem beijando

Meu peito, inspirou-me poemas."

Do livro Outros Cantos Outros Sois

Maria Lúcia Lopez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...