quinta-feira, 22 de maio de 2014


A VOCÊ QUE MEUS BRAÇOS NÃO ALCANÇAM EU ABRAÇO COM PALAVRAS


FOTO TIRADA NA FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO ABENÇOANDO E SENDO ABENÇOADA PELO VELHO CHICÃO


Palavras são como pássaros
Voam em todas as direções
E se encontram rios, criam pontes
Onde o Amor vai e vem!
Palavras são como vento
Naufragam no pensamento
Passam pelas frestas entreabertas das janelas
Escancaram portas fechadas
Enternecem corações!

Palavras são como as águas
Correm pelas curvas das calçadas,
pelo declive do caminho,
Em busca de um ribeirinho
E se juntam a outras águas,
para unir as multidões!

Palavras são como as cores
Arco-íris leste/oeste
Tingindo o branco de tons
E o preto de brilho
Amanhecendo a aurora
com a luz da madrugada
Tecendo o entardecer de rubro anil
Sorrindo para a vida que dorme logo ali!

Palavras é como a música
Alimenta a alma
Rejuvenesce o espírito
Amadurece o coração do jovem
para entender o verdadeiro sentido da vida!
Palavras só podem ser usadas com Amor!

Palavras vão e voltam
Como pontes de alimentação da alma,
Como fontes de sedução do corpo,
Com formas de abraços,
Com toques de beijos,
Com carícias de desejos,
Como notas musicais,
Como letras de canções,
Como redemoinhos de emoções...
Não falo de todas as palavras,
mas somente daquelas que brotam do coração
e são concebidas por Amor!

Liz Rabello (In MIL PEDAÇOS, Editora Beco dos Poetas, 2012)



POEMA COLETIVO DO PORTAL DO POETA BRASILEIRO
EU FAÇO PARTE DESTA FAMÍLIA

2 comentários:

  1. “O SÁBIO, O DISCÍPULO E UM MIMO PARA LIZ”

    Lindos versos, brilhantes
    Ideias vindas com suavidade do
    Zênite celeste ao coração.

    Ricas bênçãos sejam sobre você que
    Amorosamente a todos abraça neste dia.
    Braços abertos, dispostos a continuar
    Entre flores e espinhos a
    Levar em cada Poema a ESPERANÇA e
    LIBERDADE Interior, para uma Libertação Maior com
    O Pássaro Azul cujas asas são as suas Palavras!
    Ladybhe
    São Paulo, 22 de maio de 2014 – 12:00h

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema. Ser abraçada com palavras é envolvente, porque as palavras alcançam onde não alcançam os toques.
    Obrigada por nos brindar com a sua poesia, minha amiga.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Aqui você pode comentar...