quarta-feira, 26 de março de 2014



EM TUAS MÃOS

Em tuas mãos deposito minha essência
Em minhas, quero só teu coração
Dele vou cuidar como se fora eu
Por inteira, em teu ser dentro de ti, estar!

Em tuas mãos coloco a luz do sol
Em minhas, quero só reflexo da luz
Nela vou brilhar multicores
A iluminar os dias teus!

Em tuas mãos a água benta do orvalho
Em minhas, a escorrer a lentidão 
Da linda madrugada que se esvai
Do sopro vou cuidar em solidão!

Em tuas mãos pulsa meu doce coração
Em minhas, quero a ternura do teu ser
Das asas que esvoaçam a bailar
A fuga do teu vôo ao entardecer!



(Liz Rabello)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode comentar...